O governador Carlos Massa Ratinho Junior acompanhou nesta terça-feira (6), no estande do Banco do Brasil, as assinaturas de novos contratos de produtores rurais a financiamentos do Trator Solidário e do Banco do Agricultor Paranaense. Esse evento já é tradicional nas agendas do Show Rural. O BB é uma das instituições financeiras parceiras do Governo do Estado nos programas que ajudam a fomentar a produção agropecuária paranaense, principalmente da agricultura familiar.

Os financiamentos vão viabilizar, por exemplo, a instalação de placas fotovoltaicas para a geração de energia, de um sistema biodigestor para a produção de biogás a partir de dejetos suínos e a aquisição de maquinário para a bovinocultura leiteira e lavouras de soja e milho. Um deles foi com o produtor rural Paulo Fernandes de Souza, de Assis Chateaubriand, e outro com Valdir Cardoso, de Rio Bonito do Iguaçu.

“O Banco do Brasil é um grande parceiro do Estado, financiando diversos projetos de infraestrutura, mas principalmente ajudando a fomentar a agricultura paranaense”, afirmou Ratinho Junior. “O Banco do Agricultor Paranaense é um sucesso por levar recursos aos produtores, com juros subsidiados e, em alguns casos, juro zero. O governo paga a subvenção desses juros e, com a capilaridade do Banco do Brasil, os financiamentos chegam a produtores de todo o Paraná”.

Já o Trator Solidário, salientou o governador, atende um público que é fundamental para o sucesso da produção agropecuária paranaense. A agricultura familiar responde por cerca de 40% a 45% da produção bruta do Estado e, além de manter o sustento de milhares de famílias, tem um papel relevante na geração de postos de trabalho e de renda. “O Trator Solidário atende os pequenos agricultores e é um programa que deu tão certo, está em pé desde 2007, vários governos passaram e ele foi mantido”, complementou.

Para o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, tanto o Banco do Agricultor Paranaense, quanto o Trator Solidário, apoiam projetos essenciais dos produtores, tornando mais competitiva a produção paranaense. “Por meio de uma parceria profícua com as instituições financeiras, e uma presença forte do Banco do Brasil, conseguimos financiar o nosso agro de forma atrativa”, afirmou.



BANCO DO AGRICULTOR – Lançado em 2021 pelo governador Ratinho Junior, o Banco do Agricultor Paranaense é uma iniciativa do Governo do Estado que oferece subvenção econômica a produtores rurais, cooperativas, associações e agroindústrias familiares, oferecendo financiamentos com juros mais baixos ou mesmo juro zero a esse segmento. O programa também apoia a geração de energia renovável nas propriedades rurais e a instalação de sistemas de irrigação.

Até o final do ano passado, 4.180 ações foram financiadas pelo programa, que chegou a um volume de R$ 646 milhões de créditos liberados. Praticamente metade desses projetos foi contratada no ano passado, após ampliação nas linhas que oferecem equalização total de juros pelo Estado. O Banco do Agricultor foi criado para fortalecer a geração de empregos, o desenvolvimento tecnológico e a diversificação produtiva no Paraná.

TRATOR SOLIDÁRIO – O programa Trator, Implementos e Equipamentos Solidários para a Agricultura Familiar do Paraná possibilita o financiamento, com preços mais acessíveis, de tratores, pulverizadores e colhedoras para pequenos produtores. A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), Fomento Paraná, agentes financeiros e cooperativas de crédito, além de fabricantes desses maquinários.

O Trator Solidário é voltado a pequenos produtores, com propriedades entre 12 e 80 hectares (até quatro módulos fiscais) e renda bruta anual de até R$ 500 mil. Em mais de uma década de existência, o programa já possibilitou a aquisição, com juros subsidiados, de cerca de 12 mil tratores pelos pequenos produtores rurais.