Foi confirmado na manhã desta quarta-feira (30), que o Colégio Estadual Júlia Wanderley não terá a educação no modelo Cívico-Militar, de acordo com a consulta pública.


Segundo o informado, foram ao todo 569 votos, entre alunos maiores de 16 anos, pais e ou responsáveis além de funcionários do colégio. O informado ainda apontou 345 votos negativos e contra a ideia, 221 a favor e apenas três nulos.


A decisão ainda pode ser divulgada pelo Governo do Estado do Paraná no próximo dia 7 de dezembro, já que a consulta apenas divulga interesse, mas se o colégio tiver habilitado, pode se transformar. A campanha da consulta foi amplamente divulgada pelas redes sociais, com boa parte da população apoiando a ideia, acreditando que os estudantes tenham educação com viés mais conservador e também melhor qualidade de ensino.