Um homem, de 26 anos, foi preso preventivamente, na manhã de hoje (21), na cidade de Carambeí.


A vítima, de 19 anos de idade, em janeiro de 2023, solicitou medidas protetivas de urgência, que foram deferidas pelo Judiciário.


O investigado não aceitando o fim do relacionamento e mesmo ciente das medidas protetivas, perseguiu reiteradamente a vítima. Sendo que no começo de agosto, tentou subtrair o celular da vítima e ainda teria a empurrado, além disso, na mesma ocasião, mostrou vídeos pornográficos para a mãe da vítima, alegando que seria a sua filha, e, após, ligou para a própria mãe, que era vizinha da vítima, dizendo que, caso a vítima não falasse com ele, iria se matar, fazendo com que a própria mãe clamasse para que a vítima conversasse com ele.


Por fim, o denunciado publicou diversas fotografias vexatórias da vítima em seu perfil de redes sociais, e ainda, enviou-lhe inúmeros e-mails, dizendo que iria se matar se a vítima não ficasse com ele.


Em razão desses fatos, a Delegada Renata de Souza Batista representou ao Poder judiciário pela prisão preventiva do investigado, a qual foi deferida.


Diante da gravidade e urgência, o Ministério Público local, já ofereceu a denúncia pelas praticas das infrações penais de Perseguição - art. 147-A, §1o, inciso II, do Código Penal, Descumprimento de Medida Protetiva de Urgência - art. 24-A da Lei n. 11.340, de 7 de agosto de2006, Vias de Fato -  art. 21 da Lei de Contravenções Penais e Furto Tentado - art. 155, c.c. art. 14, inciso II, do Código Penal.


Após a expedição do mandado de prisão, a Polícia Civil de Carambeí, acabou por localizar e prender o denunciado.


Após a ação policial, o investigado foi encaminhado para a Cadeia Pública de Castro, onde segue a disposição da justiça.