A Polícia Civil prendeu na manhã da última sexta-feira (05), um homem de 52 anos, segundo investigação da época, um suposto amigo íntimo de uma família vitimizada, ao ficar sabendo que a referida família havia realizado um negócio bastante lucrativo, entrou em contato com um terceiro, que por sua vez, teria contatado mais duas outras pessoas com o intuito de combinar o crime de extorsão mediante sequestro.


Enquanto o suposto amigo íntimo foi até a casa da vítima utilizando a desculpa de que precisava tratar de negócios, a família foi surpreendida pelos demais investigados que, todos armados, teriam adentrado à casa rendendo os familiares e revistando todos os cômodos do imóvel em busca do dinheiro. Como não encontraram o dinheiro, teriam obrigado a vítima a levantar a quantia junto à instituição bancária. Um dos investigados teria acompanhado a vítima até o banco, enquanto os demais permaneceram na casa, mantendo a família em cárcere privado e sob a mira de armas. Ao retornar à casa, a vítima teria entregado aos denunciados a quantia de R$ 30 mil reais. Após receberem o dinheiro, os investigados fugiram no veículo da família. O crime teria ocorrido em 2002 e um dos investigados trata-se do homem de 52 anos, capturado na manhã da última sexta-feira(05), no município de Carambeí, mesma cidade onde teria ocorrido os fatos.


O homem ainda responde por violência doméstica, pois teria ameaçado de morte sua ex-companheira, a qual já possuía medida protetiva. Após a prisão, o homem foi escoltado até a Cadeia Pública de Castro.